quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

FISIOTERAPIA: Cirurgia do Ligamento Cruzado Anterior (LCA)

Bom, hoje vamos falar um pouquinho sobre a cirurgia que é realizada após a lesão do ligamento cruzado anterior (LCA). É uma cirurgia simples, porque geralmente é realizada por via artroscópica, onde não há a necessidade de abrir a articulação.

A anestesia realizada geralmente é raquianestesia (aquela que o paciente não sente nada da cintura para baixo), e além disso, o paciente recebe uma sedação, onde dormirá durante o procedimento.

Logo no início da cirurgia, é colocado um garrote na raiz da coxa para conter o sangramento durante todo o procedimento, e é por esse motivo que a mobilização precoce é importante, afim de evitar a trombose venosa profunda. O uso de meia elástica também tem grande importância no pós cirúrgico, pelo mesmo motivo. Os anticoagulantes são administrados de acordo com o perfil de cada paciente e se houver necessidade, baseando-se no protocolo da instituição.

Para o enxerto: É feita a retirada de um tendão do próprio paciente, através de uma incisão na parte parte interna da coxa, logo abaixo do joelho. Os tendões mais utilizados são: semitendíneo e grácil dobrados, tendão patelar com fragmentos ósseos, ou tendões flexores (os isquiotibiais).

Vias de acesso: Para a colocação do enxerto são necessários túneis ósseos, tanto na tíbia, quanto no fêmur. A maioria das cirurgias são realizadas por artroscopia, onde não é necessário a abertura da articulação.
Com a artroscopia, são realizados dois furos na região anterior do joelho e durante toda a cirurgia é infundido soro fisiológico para que a cápsula articular fique inflada, facilitando a visualização da articulação através da câmera. Através desses furos as estruturas no interior do joelho são manipuladas através de pinças especializadas para esse tipo de cirurgia.

Fixação do enxerto: Após a confirmação da lesão do LCA, ele é ressecado (retirado). O enxerto do tendão é colocado e para que haja um cicatrização do enxerto nos túneis confeccionados, o enxerto necessita ser fixado da maneira mais rígida possível. Para essa fixação, existem uma série de dispositivos, que dependerá da escolha do cirurgião, bem como o enxerto a ser utilizado.

                      Fonte: http://adrianoleonardi.com.br/


Pós-operatório: Após a fixação correta do enxerto, este cicatrizará dentro dos túneis ósseos criados, passando por um período de revascularização e repopulação celular, o que é chamado de ligamentização. É muito importante que nesse período o paciente realize a reabilitação através da fisioterapia, lembrando de tomar todos os cuidados pós-cirúrgicos.

ATENÇÃO: As informações existentes neste blog pretendem apoiar e não substituir a consulta médica e/ou fisioterapêutica. Essas informações são de caráter educativo, por isso, em caso de dúvidas, não hesite em realizar sempre uma avaliação pessoal com um médico/fisioterapeuta da sua confiança.

“Lembre-se sempre: Para uma vida saudável, cuide da saúde do seu corpo, da sua mente e do seu espírito.”

Fisioterapeuta Carolina Bagnariolli
@carolbagnariolli
@fisioterapiaortopedica





Fontes:
- http://adrianoleonardi.com.br/
- http://ligamentocruzadoanterior.com/2012/07/cirurgia-do-lca/






Nenhum comentário:

Postar um comentário